projetoTutoras

O site está sendo atualizado! Aguarde :)


O que é o Projeto Tutoras?

Existem mulheres que desejam aprender a programar. E existem mulheres que já sabem programar e que querem passar este conhecimento para outras mulheres. Nós fazemos esta ligação: conectar mulheres que já têm experiência em programação com mulheres que têm pouca ou nenhuma experiência formando, assim, uma rede de aprendizagem colaborativa e gratuita.

Tudo no amor!

O projeto é totalmente sem fins lucrativos e foi pensado para ser 100% gratuito pois acreditamos que o conhecimento só é capaz de empoderar sendo acessível.

Português brasileiro

Incentivamos que todos os materiais sejam feitos em nosso idioma materno para que não haja barreira linguística.

Mulheres cis e trans

Este projeto é feito por mulheres para mulheres. E quando dizemos mulheres estamos automaticamente nos referindo às mulheres cis e trans.

São várias maneiras de participar!

Você tem perguntas? Nós temos respostas! :)

Sobre o Projeto

1. Como surgiu o projeto?
Eu (Erika), Gabriela, Meyrele, Carol e Tamyres - fundadora e co-fundadoras do projeto - nos conhecemos na primeira turma do BEPiD no Rio de Janeiro. Acabamos nos aproximando devido ao Feminismo e à vontade de desenvolver algo relacionado a ele e ao empoderamento feminino. Com a correria das atividades do programa, as ideias – que eram muitas! – ficaram um pouco de lado, mas em momento algum “morreram”. O BEPiD acabou e passamos a ter um pouco mais de tempo, o que me fez querer colocar em prática alguma coisa, só não sabia direito o que! Numa sexta-feira a noite, resolvi criar logo a página do Projeto Tutoras no Facebook e fiz uma arte ridícula :P A página estava oculta e, felizmente, só elas viram. Arrumei uma arte “menos pior” e, pronto, resolvi lançar o projeto. Tão logo liberei a página para o público, comecei a divulgar em grupos e outras páginas de projetos de empoderamento feminino. Criei os formulários de cadastro para futuras tutoras e futuras aprendizes e, pasmem, o projeto bombou de uma maneira que não esperávamos! Sou eternamente grata às meninas por terem entrado nessa comigo porque, de repente, de pouco mais de 200 curtidas passamos para mais de 1900 em questão de 24 horas. Começaram a chover mensagens com dúvidas, incentivos, histórias e parcerias. Nós nunca imaginamos que teríamos que suspender as inscrições para futuras desenvolvedoras devido à enorme demanda: foram quase 800 inscrições em apenas algumas horas.

2. Como foi a fase inicial do projeto?
Consideramos que foi uma fase experimental, na verdade. Tivemos uma primeira rodada com cerca de 40 aprendizes e 10 tutoras. Infelizmente, tivemos que escolher uma pequena porcentagem do número de participantes inscritas devido ao número de tutoras e sua disponibilidade. As tutoras criaram um material gratuito e em português brasileiro que ia desde o básico de lógica até programação propriamente dita. Nós revisamos os materiais e colocamos tutoras em contato com suas aprendizes :) Acreditamos que essa interação direta entre as mulheres seja muito benéfica especialmente para as aprendizes pois cursos superiores e até cursos livres podem ser ambientes quase que hostis devido ao machismo. Livres de qualquer julgamento, as mulheres se sentem mais livres para fazer perguntas e mais motivadas a atingir seu objetivo. A fase experimental também nos mostrou pontos que precisamos melhorar no projeto e também algumas dificuldades recorrentes das aprendizes como, por exemplo, equipamento e sistema operacional.

3. Por que não houve uma segunda fase?
Por vários motivos. O mais importante e mais crítico é justamente a discrepância entre o número de tutoras e o número de aprendizes. O segundo grupo é absurdamente maior do que o primeiro, então isso deixa claro que há a necessidade de sanar este gargalo antes de qualquer novo passo no projeto. Outros motivos secundários também nos levaram a reavaliar o modelo que gostaríamos de adotar: precisamos trocar de hospedagem porque a primeira era muito lenta (além de cara), o que dificulta o upload de material e o acesso ao mesmo. Para escalar o projeto, precisamos rever nossa estrutura e é nesta fase que nos encontramos no momento! Queremos torná-lo super acessível e com o maior alcance possível. Da maneira como estávamos fazendo, ou seja, da maneira como ocorreu a fase experimental não seria possível atingir nosso objetivo de alcançar muitas mulheres e ensiná-las a programar.

Quero ser Tutora!

Quisque rutrum. Aenean imperdiet. Etiam ultricies nisi vel augue. Curabitur ullamcorper ultricies nisi. Nam eget dui. Etiam rhoncus.

Quero aprender a programar!

Quisque rutrum. Aenean imperdiet. Etiam ultricies nisi vel augue. Curabitur ullamcorper ultricies nisi. Nam eget dui. Etiam rhoncus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit ligula eget dolor.

Fale com a gente!

Conheça um pouco mais sobre as mulheres que fazem o Projeto Tutoras e saiba como entrar em contato conosco diretamente ou através das nossas redes sociais.

Erika Bueno
Líder Técnica na Total Commit & fundadora do Projeto Tutoras

Acredito que conhecimento é uma importante ferramenta de empoderamento. Por este motivo, deve ser acessível a todes.

Maria Carolina Marinho
Estudante de Engenharia da Computação na PUC-Rio e desenvolvedora mobile

Eu quero que as mulheres sejam capazes de programar o software que elas sonham.

Tamyres Freitas
Estudante de Publicidade e Propaganda na PUC-Rio e desenvolvedora iOS

Busco estar sempre conectada com o mundo para entender o que nos cerca e encontrar formas de melhorá-lo.

Vamos nos conectar!